Governo vai estudar potencial energético dos depósitos de lítio

A Secretaria de Estado da Energia aprovou ontem um despacho com vista à criação de um Grupo de Trabalho para identificar e caracterizar as ocorrências do depósito mineral de lítio em Portugal, bem como as atividades económicas associadas à sua revelação e aproveitamento.


Coordenado pela subdiretora geral da Direção-Geral de Energia e Geologia, Cristina Vieira Lourenço, e representantes do Laboratório Nacional de Energia e Geologia, da EDM – Empresa de Desenvolvimento Mineiro, da Associação Nacional da Indústria Extrativa e Transformadora e da Associação Portuguesa dos Industriais de Mármores e Granitos, o Grupo de Trabalho visa ainda avaliar a possibilidade de produção de lítio metal.

“O potencial dos recursos geológicos nacionais, como fator de desenvolvimento económico e com uma importância estratégica crescente, determina a adoção de medidas de valorização e promoção dos bens naturais existentes em Portugal, numa ótica de sustentabilidade ambiental e de responsabilidade social”, realça o Secretário de Estado da Energia em comunicado.

A relevância dos minerais de lítio existente em Portugal é demonstrado pelo interesse crescente registado pelas empresas de mineira. Os minerais de lítio extraídos em Portugal destinam-se em exclusivo à indústria cerâmica, limitando-se a sua utilização como mero fundentes, conduzindo a poupanças significativas na fatura energética das empresas.

“Será assim importante estudar e definir o posicionamento que Portugal pode assumir, no panorama mundial, no que se refere a toda uma nova indústria, que se encontra a despontar, associada aos fenómenos de eletrificação da sociedade e designadamente dos meios de transporte. As conclusões deste Grupo de Trabalho deverão ser apresentadas, até 31 de março de 2017”, realça a Secretaria de Estado da Energia em comunicado.

Jornal Económico
Redação 01 Dez 2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *